Menu

Adriana Vignoli

Adriana Vignoli é natural de Brasília/DF, onde vive e trabalha com instalações e esculturas feitas com materiais como terra, concreto, cerâmica, vidro, metais, plantas e tecnologia digital. Seu processo parte da construção de objetos geométricos dispostos no espaço em estruturas em tensão e equilíbrio. 

Elementos químicos ou biológicos que interfiram ou possam interagir com essas estruturas são adicionados, de modo a provocar-lhes interações e modificações, seja de peso, de estado físico, de volume. Ela propõe esculturas que têm vida própria e se modificam lenta e continuamente, transformando-se em formas outras, imprevisíveis. Interessa a ela dissolver as fronteiras material e simbólica das coisas; provocar o observador a experimentar o tempo como um fluxo contínuo, indissociável em passado, presente e futuro. 

Em junho de 2021, Vignoli participará da Residência Artística Internacional no Pivô em São Paulo. Em 2020 foi selecionada para a Residência Artística Internacional no Hangar em Lisboa, Portugal, e recebeu o Prêmio Nacional de Exposições do TCU em Brasília. Em 2019, compartilhou de exposição coletiva internacional na Fundación Klemm, Buenos Aires, e foi selecionada para o 24o Salão Anapolino, GO. 

Em 2016, foi artista indicada para o Prêmio PIPA e também contemplada com o prêmio do Salão Mestre D’armas de Planaltina, DF. Recebeu o Prêmio Nacional da FUNARTE de Arte Contemporânea, 2015. Entre 2013 e 2014, morou em Berlim e expôs na Nassauischer Kunstverein de Wiesbaden e na Hochschule für Bildende Künste Dresden. Apresentou exposição individual na Galeria Referência, Brasília (2018), na Galeria Zipper, São Paulo (2017) e Elefante Centro Cultural, Brasília (2016). A artista é formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília e, atualmente, realiza doutorado no Instituto de Artes, também pela UnB.

OBRAS DO ARTISTA

Planta Derivada 3, 2022

objeto em concreto, latão, vidro e terra vermelha
Edição: 2/3
46 x 20 x 30

sem título, da série Dente do Tempo, 2022

objeto em vidro, mármore, latão, elástico, cerâmica e grafite
54 x 82 cm

sem título, da série Pequi Concreto III, 2023

objeto em Latão
Edição: 1/5
30 x 18 x 7 cm

sem título, da série Sutura da Paisagem II, 2023

concreto, vidro, terra vermelha, latão
45 x 20 x 40 cm (altura variável)

sem título, da série Orto para uma bio escultura, 2020

papel Fabriano 100% algodão, grafite, óleo sobre papel, latão, concreto e colagem
135 x 75 cm (com moldura)